Publicado por: J.Pinto | 2015/01/15

Não é atentado, é crime


No meu círculo de amigos costumo dizer que não me importo de pagar, com os impostos, aos nossos governantes (deputados incluídos) para que eles fiquem em casa. Na maior parte das vezes, a intervenção do Estado só serve para complicar a vida às pessoas. Sempre que tentam resolver um problema criam um problema ainda maior.

No caso das antigas estradas sem portagens (SCUT), o Governo criou um mecanismo tão complexo que serve apenas para criar injustiças (o não pagamento de uma taxa de portagem de 0,15€ transforma-se rapidamente numa dívida de centenas de euros) e para dificultar a vida a quem necessita de utilizar diariamente as estradas portuguesas. Além disso, este mecanismo de cobrança coerciva de portagens dificulta a vida aos turistas que, por sua livre iniciativa, escolhem Portugal para gastar o seu dinheiro.

Como diz o Fausto Coutinho, este modelo está a ser imposto à força e com recurso a instrumentos punitivos exagerados, desproporcionados e, por isso, injustos. Ainda hei de encontrar alguém que me consiga explicar porque é que o Estado põe os seus recursos à disposição de uma empresa privada na cobrança das taxas devidas pela passagem nos pórticos das antigas SCUT.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: