Publicado por: J.Pinto | 2013/09/12

Eles são dependentes das receitas dos nossos impostos


IMT vai acabar mas a compra de imóveis continua a pagar imposto

Bem me parecia que o Estado (incluindo as nossas autarquias locais, que têm de receber mais receitas para depois gastar em campanhas eleitorais) não consegue viver sem as receitas dos nossos impostos. O Governo entende que o IMT, tal como a SISA (que foi substituída pelo IMT), é um imposto injusto e é necessário eliminá-lo (apesar de, na minha opinião, não ser dos impostos mais injustos).

Sabendo que a recente reforma do IMI repercutiu-se num aumento acentuado das receitas, sempre pensei que o Estado era mesmo capaz de eliminar definitivamente o IMT. Afinal, as compras e vendas de imóveis continuarão a ser taxadas, mas de outra forma.

Conhecendo como conheço os nossos políticos, até perspetivo que o novo imposto (ou o alargamento da base de incidência de um imposto já existente) seja mais penalizador para quem compre casa e que seja ainda mais complexo e confuso do que é o IMT. Os nossos deputados não são capazes de criar um imposto com poucos artigos, poucas ou nenhumas exceções e de fácil interpretação. De igual modo, perspetivo um aumento das receitas arrecadas pelo novo imposto.


Responses

  1. Boa tarde,

    Realmente, há dias, ouvi pelo megafone instalado num carro em campanha eleitoral (nem interessa de que partido), o fim do IMT. Pensei para os meus botões que era mais uma aldrabice, e de facto é. Acaba o IMT mas só o nome.

    Julgo que esta política de impostos é verdadeiramente injusta, não querendo com isto dizer que alguns não sejam necessários. O Estado só vê números, cifrões…..é a versão modernaça da visão do “Tio Patinhas”.

    Já agora, e a título de exemplo, o IVA é um imposto completamente “cego”, independente dos rendimentos de cada família, sendo portanto mais injusto do que o IMT.

    Que mentes brilhantes nos governam!

  2. Bom dia, m.elis,

    Muito obrigado pelo seu comentário.

    A recente reforma do IMI sempre me levou a pensar que, dadas as parcas receitas arrecadadas pelo IMT e a subida quase exponencial das receitas do IMI, a abolição do IMT fosse um facto. Não é, vai ser substituído por outro imposto, sendo que a compra de casa continuará a ser tributada.

    Nós só teremos menos impostos quando o Estado gastar menos. No entanto, dado o conjunto de interesses instalados, reduzir a despesa é uma tarefa muito difícil..

    Há muita gente a viver à custa da mama do Estado. Este é o problema.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: