Publicado por: J.Pinto | 2013/05/15

Há dinheiro para pagar as atuais reformas?


Como é lógico, até porque tenho muitos familiares e amigos próximos a receber pensões, não tenho nada contra os reformados, mas temos de perceber que o Sistema da Segurança Social não tem dinheiro para pagar reformas elevadas como paga atualmente. Uma parte da taxa contributiva que pagamos serve para pagar as futuras reformas, outra parte para a proteção no desemprego, outra parte para a proteção na doença, etc. Isto significa que as receitas da Segurança Social deveriam servir para pagar reformas, subsídios de desemprego, subsídios de doença, etc.

Vejam a desagregação da taxa contributiva global dos trabalhadores por conta de outrem (artigo 51 do Novo Código Contributivo da Segurança Social):

Sem Título

Acontece, no entanto, que atualmente as receitas da Segurança Social servem apenas para pagar as reformas (daí haver muita gente a dizer que o sistema está equilibrado). Não é verdade que o Sistema da Segurança Social esteja equilibrado. A Segurança Social gasta muito mais dinheiro do que o dinheiro que é despendido nas pensões. Aliás, as contribuições para a Segurança Social não pagam sequer metade das despesas da Segurança Social (se olharmos para a Caixa Geral de Aposentações a situação é ainda pior).

É por isso que o Silva Lopes, apesar de receber uma reforma elevada, e porque sabe fazer contas de somar e de subtrair, defende o seguinte: “Acho muito bem” o corte nas pensões pois “não há outro remédio”


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: