Publicado por: J.Pinto | 2013/01/12

O valor das pensões em Portugal


Não gosto de fazer juízos de valor nem de fazer interpretações, muitas vezes dúbias, sobre o que os outros dizem, mas não consigo ler este artigo e não dizer nada sobre o assunto. Numa altura em que muitos portugueses passam por enormes dificuldades originadas pele crise, torna-se absolutamente imoral dizer que o corte nas pensões mais elevadas é inconstitucional. Vejam o que move os nossos políticos. Da esquerda à direita, os nossos políticos têm um objetivo: o de não permitir que as pensões mais elevadas não sejam tão elevadas.

O problema da sustentabilidade do nosso sistema de Segurança Social tem sido um dos temas mais vezes abordados neste blogue. Por ser um tema que vai afetar a vida dos portugueses no futuro, e porque muitos dos que hoje recebem a sua pensão não descontaram para aqueles valores, valerá a pena pensar muito bem na criação de um limite máximo para as pensões. Não tenho dúvidas nenhumas que daqui a algumas décadas as pensões serão, em termos relativos, bem mais reduzidas. Por este motivo, os nossos políticos deveriam pensar muito bem no que dizem.

Não se pense que o Presidente da Republica é o único a pensar desta forma. Em todos os partidos existem pessoas que defendem a manutenção do estado atual sem pensarem minimamente nas consequências. O relatório do FMI sugere um limite de 5030€, mas muito boa gente considera que este limite é demasiado baixo. Eu considero-o muitíssimo elevado. O sistema público de pensões não pode pagar valores tão elevados. Sabemos ainda que a atribuição e o cálculo de algumas daquelas pensões não respeitam as regras atuais de sustentabilidade do Sistema de Segurança Social.

Ainda hoje ficamos a saber que há alguns Presidentes de Câmara que se vão reformar muito cedo com reformas acima da média e para as quais não descontaram. 


Responses

  1. Estive na vida militar derante 39 meses, dos quais 27 meses em Moçambique. Recebo apenas 75 Euros uma vêz por ano (Outubro) mas quando recebo o cheque, a informação vem como tivesse cumprido apenas 11 meses. Isto já dura desde que recebo a minha pensão (terceiro ano consecutivo).
    Será que existe lapso do Centro Nacional de Pensões, ou a bonificação não corresponde com o meu tempo de serviço? Por outro lado, estive em Angola, ao serviço da Guarda Rural da P.S.P.A. durante 26 meses.
    Agradecia que me informassem sobre tal.
    Com os meus cumprimentos;
    Amancio Alves Couto


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: