Publicado por: J.Pinto | 2012/12/09

O futuro do Sistema de Segurança Social


Sem Título

As pessoas não percebem por que razão descontaram tanto tempo para o Sistema de Segurança Social e agora lhes dizem que não existe dinheiro suficiente para pagar as suas pensões. Muita gente acredita que o dinheiro descontado durante uma vida inteira para a Segurança Social foi depositado numa conta e agora deverá estar disponível para pagar a sua pensão.

Nas suas lutas em defesa das reformas, até os políticos que defendem o sistema de redistribuição e tanto criticam o sistema de capitalização dizem que não sabem em que é que foi gasto o dinheiro das contribuições. Ou seja, até os críticos do sistema de capitalização defendem o sistema de capitalização. Apesar de não admitirem, eles sabem que o sistema de capitalização é o único que no futuro será capaz de tornar o Sistema da Segurança Social sustentável. A alternativa é muito pior.

As pessoas têm de perceber que os descontos dos atuais pensionistas serviram para pagar as reformas aos antigos pensionistas; os descontos dos atuais contribuintes servem para pagar as reformas dos atuais pensionistas. O atual Sistema de Segurança Social é baseado no princípio da solidariedade. Ou seja, os ativos de agora contribuem com os seus descontos para pagar as pensões aos atuais pensionistas. Os futuros ativos descontarão para os futuros inativos.

Como facilmente se percebe, o dinheiro descontado pelos atuais pensionistas não fica guardado para pagar as suas pensões no futuro. O dinheiro descontado atualmente pelos portugueses para o Sistema de Segurança Social é direcionado para pagar as atuais pensões, pelo que o valor a receber por estes futuros pensionistas irá depender do dinheiro descontado pelos futuros trabalhadores. Pode acontecer que no futuro haja menos trabalhadores e por isso o valor da pensão dos futuros pensionistas não corresponda ao valor descontado pelos mesmos para o Sistema de Segurança Social.

Irremediavelmente, o valor a receber por cada pessoa que se aposenta dependerá do valor que a Segurança Social consegue arrecadar naquela altura às pessoas que trabalham e descontam. O atual sistema, na minha opinião, é insustentável e penalizará muitos portugueses no futuro. A alternativa terá de passar mais tarde ou mais cedo pelo sistema de capitalização.  Só este sistema é que permite aos atuais trabalhadores a garantia de que o valor descontado estará disponível para pagar a sua reforma no futuro. Esta alteração (do sistema redistributivo para o sistema de capitalização) não poderá ser repentina, na medida em que há compromissos atuais que têm de ser salvaguardados, mas impõe-se uma rápida alteração no Sistema de Segurança Social. Quanto mais tempo deixarmos correr o tempo sem fazermos nada, mais razões de queixa terão os futuros pensionistas.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: