Publicado por: J.Pinto | 2012/11/03

Cortar na despesa é a única forma de evitar o aumento de impostos


Vale a pena ler este artigo do jornalista Paulo Ferreira. Os números não enganam. A despesa pública não parou de subir na última década, enquanto o PIB e as receitas cresceram a um ritmo muito inferior.  Se nos lembrarmos que as despesas sociais e com salários pesam mais de 70% no total da despesa, facilmente concluímos que grande parte do corte na despesa tem de ser feito aqui.

Podemos advogar, e eu também defendo, o corte na gordura do Estado, mas não podemos dizer que é através destes cortes que a despesa diminuirá estruturalmente. No que respeita ao corte nas despesas relacionadas com as prestações sociais, por uma questão de justiça e de moralidade, tem de se começar a cortar nos que ganham mais. Não faz sentido que haja pessoas a receber 8000€ de reforma paga pelo sistema público de pensões. De igual forma, os salários mais elevados da função pública, muitas vezes injustos e sem qualquer relação meritória, devem ser os primeiros a serem cortados. Tanto as pensões como os salários atribuídos aos funcionários públicos devem ter um limite máximo.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: