Publicado por: J.Pinto | 2010/11/21

Competitividade Fiscal da Irlanda e a Crise


Antes de ter chegado esta crise financeira que arrastou consigo alguns países europeus, a Irlanda era considerada por quase toda a gente como um país de sucesso. Passou de um país pobre para um país competitivo em muito pouco tempo. A Irlanda tentou basear a sua competitividade na captação e atractividade de Investimento Directo Estrangeiro, através da aplicação reduzida de impostos às empresas. Ainda hoje, a Irlanda é o país da Zona Euro com a taxa de imposto sobre as empresas mais baixa, 12,5%.

Com a proeminente ajuda do FMI, diz-se que a Irlanda poderá ser forçada a aumentar a sua taxa de IRC. O Governo Irlandês tenta, a todo o custo, evitar o aumento do IRC. No entanto, esta opção de querer manter a taxa de IRC abaixo dos seus congéneres europeus não é bem vista pelos outros países, que chegam, inclusive, a considerar como concorrência desleal ou “dumping fiscal”.   

Aqui, mais uma vez se prova que a total independência dos países está posta em causa. Não é uma crítica mas um facto. Todos os países sabiam, quando concordaram com este projecto europeu, que parte da sua soberania seria perdida. Na verdade, é natural que os outros países exijam da Irlanda as mesmas condições e sacrifícios fiscais, quando aquele país se vê obrigado a utilizar o fundo europeu de estabilização financeira.

Nos próximos dias teremos novidades acerca da ajuda financeira à Irlanda e ficaremos a saber quais são as exigências pedidas como contrapartida.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: