Publicado por: J.Pinto | 2010/09/28

OCDE em Portugal


Hoje, um amigo meu perguntou-me: “o que achas do aumento do IVA e do IMI, sugerido pela OCDE?”. – O aumento dos impostos, disse-lhe eu, é inevitável. Só através da despesa não vamos lá (apesar de ser importantíssimo que se comece a reduzir). É preciso, no entanto, alguma ponderação. Se o aumento do IVA me parece mais do que certo, não concordo com o aumento do IMI. A corda começa a ficar curta. Um acréscimo muito grande nas taxas do IVA (aumentando a taxa máxima, por exemplo, para 25%) pode induzir as pessoas a um afastamento do consumo. Mesmo que esta medida implique uma possível diminuição do consumo dos produtos importados, os produtos cá fabricados também serão afectados. Para além disso, como disse ontem o Dr. Silva Lopes, há que não aumentar demasiadamente as receitas (recorde-se que a taxa máxima de IVA permitida pela UE é de 25%) porque pode significar um desleixo nas despesas, não se fazendo os possíveis para que ela diminua.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: