Publicado por: J.Pinto | 2010/08/24

Entrevista ao Diário Económico


Hoje, numa entrevista efectuada pelo Diário Económico ao economista Silva Lopes, mais uma vez, e em consonância com o que aqui tenho insistido, aponta a baixa taxa de poupança dos portugueses como um problema grave que tem de ser resolvido. Portugal, mais do que a dívida pública, tem uma dívida externa demasiado elevada. O Estado, mas principalmente as empresas e as famílias, têm-se subsidiado através do endividamento externo. A nível fiscal, a premente necessidade de poupar deve ser tida em conta. Portugal poderá vir a pagar um elevado preço pela sua dependência face ao financiamento exterior. 

Advertisements

Responses

  1. Sempre ouvi dizer que a poupança em Portugal era superior a vários países da CEE. o Tal&Qual até dizia: Pobres mas poupadinhos.
    A dívida externa parece ser provocada pelos Bancos a que o BPN veio dar um contributo terrível.
    O que falta em Portugal é moralidade e quando ela não vai a bem tem de ir a mal. Desde sempre o povo pede justiça e é na opinião de Hermano Saraiva o grande construtor da História

  2. Boa noite José,

    A poupança dos portugueses andará à volta dos 10% do rendimento disponível (noutros países da Europa este valor é o dobro), muito abaixo da média da União Europeia – cerca de 15%.

    O consumo e o invesimento têm sido financiados pela dívida externa.

    É verdade que são os bancos os que mais recorrem ao financiamento externo, mas eles endividam-se para nos financiar.

    É verdade que Portugal já teve elevadas taxas de poupança, mas ultrapassada a década de 80 do século passado, Portugal viu a sua poupança diminuir continuadamente.

  3. Amigo
    O endividamente via bancos não é para “nós” em abstracto. É para a casta gestora que nos governa, politica e económicamente e para grandes franjas de classe média esperta e beneficiária do sistema.
    Já em tempos a venda do Grandela deu em destituição de um Chefe de Finanças. E a quem servem os milhões das insolvências que o Estado ingenuamente procura para si e que se desbarata pela meia dúzia de comilões e lá se vão as economias do povo, só que temos todos medo de falar. Sombras da Inquisição moderna ensombram as nossas vidas e o grande objectico de Sócrates de que o investimento iria servir de alavanca a um país moderno e desenvolvido começou já a ser sentido nos Recibos Verdes cuja alcavala é de longe a mais pérfida invenção para sacar os pobres trabalhadores independentes.
    Com os patrões que Portugal tem não há trabalhador que brilhe. Atenção que Portugal tem pouco mais de 30.000 verdadeiros patrões, o resto são bujigangas, mas são esses talvez 20.000 que sempre viveram apossados do Estado que fazem de Portugal um país rasca e depois lá vem um Salazar, desagraça nossa.
    (peço desculpa pela prosápia)

  4. Caro José,

    Na sua intervenção, concordo com quase tudo que disse. O Estado tem tratado mal o investimento, tem feito do investimento público uma arma contra a crise, quando sabemos que grande parte do investimento público é mal gasto, é mais despesa que investimento.
    Quanto ao endividamento, aí tenho que discordar parcialmente consigo. É verdade que ele existe, é verdade que o Governo tem uma quota-parte de responsabilidade (pelo menos no endividamento público), mas repare que o nosso endividamento público, apesar de elevado e insustentável, ainda não é o maior da Europa, mas o endividamento externo (o público, o das famílias e das empresas) é, salvo erro, o mais elevado da Europa. Talvez tenha razão quando diz que grande parte do financiamento público (subsídios públicos) seja atribuída a “meia dúzia de comilões”.

    Cumprimentos,

  5. Veja aqui uma breve análise ao nível de poupança e investimento de Portugal e dos restantes países da Zona Euro. Em termos de poupança, só a Grécia tem um nível de poupança, em relação ao PIB, inferior ao nosso.

    http://www.isg.pt/index.php/pt/noticias-e-eventos/arquivo/294-a-vida-para-alem-do-deficit-publico


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: