Publicado por: J.Pinto | 2010/04/08

O PEC e os opinion makers


Têm-se visto muitas vozes a falarem do PEC. Já vi alguns economistas falarem bem do PEC; já vi alguns reconhecerem algumas boas ideias, mas insuficientes; já vi alguns economistas reprovarem o PEC. Nada de anormal. Interpretações variadas.

Os próprios elementos do governo têm opiniões díspares em relação ao Pacto de Estabilidade e Crescimento. Ao contrário de alguns opinion makers, não considero anormal haver opiniões diferentes, por parte dos ministros, em relação ao PEC. Não defendo uma democracia parcial e por isso não considero anormal haver opiniões diferentes mesmo que sejam provindas de quem tudo deve fazer para unir a sociedade em torno de uma mesma estratégia e de um mesmo objectivo. Lembrei-me agora do aforismo “quando todos pensam da mesma forma ninguém está a pensar”, que se aplica neste como noutros casos.

O PEC, como diz o ministro da economia, Vieira da Silva, não é o mais propício ao desenvolvimento e crescimento económico. Apenas vejo nele o objectivo de equilibrar as contas públicas, e mesmo essas têm um alcance de curto/médio prazo. A médio/longo prazo, outras medidas serão necessárias para combater o flagelo da contas públicas.

Já o disse aqui, estas medidas poderão ser insuficientes no curto prazo e neste PEC não existem medidas para o longo prazo. A sustentabilidade deste modelo social depende urgentemente de crescimento económico. Não conseguiremos continuar com este Estado Social se não crescermos acima dos 2% ao ano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: