Publicado por: J.Pinto | 2010/02/26

Dia a Libertação dos impostos


“Instituído pelos cidadãos”, este índice prevê o dia em que cada cidadão, neste caso Português, fica liberto dos impostos. Em 2008, o dia 19 de Maio foi o dia em que os Portugueses deixaram de pagar impostos e começaram a trabalhar “exclusivamente para si”.

Este indicador permite comparar a carga fiscal em cada um dos países com a produção obtida nesse Estado, sabendo que Portugal até é dos países onde são necessários menos dias do ano para pagar impostos.

Um outro indicador importante, que tem sido bastante utilizado, quer em substituição quer como complementar àquele, tem sido o da “libertação do Sector Público” que compara a nossa carga tributária com a despesa efectuada pelo Estado. Neste indicador, aparece a diferença de aproximadamente um mês. Assim, tendo em conta o caso em apreço (ano 2008) só no dia 19 de Junho é que os portugueses teriam descontado o suficiente para pagar toda a despesa pública do Estado. Mas porquê esta diferença entre o “Dia da Libertação de Impostos” e o dia da “Libertação do Sector Público”? A esta diferença, tendo em conta o pouquíssimo impacto que outras receitas têm nas contas públicas, chamamos défice público.

Advertisements

Responses

  1. Bom dia,

    Eis um tema de que nunca ouvi falar, mas que me deixou bastante interessada.

    Tenho, digamos, quase alergia aos tão comemorados dias de……. Há de tudo: do não fumador, da poesia, dos doentes crónicas….. de qualquer coisa!

    Quando li este artigo pensei que seria algo do género. Felizmente, que me enganei. No entanto, nunca pensei no défice público visto desta maneira.

    Já agora, aproveito 🙂 para fazer umas perguntinhas. O que quer dizer que este índice é “instituído pelos cidadãos”? Não é oficial?

    Do meu entendimento, concluo que o desfasamento de um mês entre os dois índices significa que o Estado é muito gastador. Será, portanto, mais uma prova de que é preciso diminuir a despesa do Estado. Será isso?

    Gostaria, se lhe fosse possível, que me indicasse onde posso ir buscar mais informações fidedignas sobre este tema.

    Desde já o meu agradecimento.

  2. Bom dia memr,

    Respondendo directamente às suas perguntas, quando digo que foi instituído pelos cidadãos, apens pretendo dizer que não tem sido o Estado que o divulga, mas os cidadãos em geral.

    O facto de ele não ser “oficial” não lhe retira a veracidade, pois os seu cálculo é relativamente simples. Basta pegar nos impostos arrecados pelo Estado durante um ano e dividir pelo PIB. ste coeficiente corresponderá a uma percentagem do PIB, que reflete uma percentagem dos meses do ano.

    Pode consultar este documento:

    http://www.fe.unl.pt/contents/html/RelDLI_2008.pdf

    Quando falamos do dia da libertação do sector público, o objectivo é calcular o peso que as despesas do Estado têm na economia. No caso de não haver défice, estes dois índices seriam relativamente semelhantes, o que não acontece.

    Se pretender consultar informações fidedignas, poderá consultar os dados do ministério das finanças e veja, por exemplo, na página 3 do seguinte link, a percentagem quer de receitas fiscais quer de despesa pública no PIB.

    http://www.gpeari.min-financas.pt/analise-economica/estatisticas/estatisticas-das-financas-publicas/Financas-Publicas-Portugal-02Fev2010.pdf

  3. Obrigada pelas informações, que só agora tive oportunidade de ler. Os documentos são esclarecedores, embora se refiram a 2008. Para 2009 temos piores notícias:(


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: