Publicado por: J.Pinto | 2009/10/19

Da dívida pública aos impostos


A dívida pública mundial, em particular a portuguesa – é a que mais nos interessa –, tem crescido a um ritmo avassalador. Os constantes défices orçamentais públicos têm sido financiados por mais dívida pública. O Estado fica cada vez mais pesado e a previsão de um futuro risonho está assombrada.  Não podemos esquecer que a irresponsabilidade de mais dívida no presente será paga pelos nossos vindouros no futuro.

Urge uma mudança rápida de atitude face ao endividamento. Como em qualquer empréstimo, por exemplo para compra de casa, ao valor de reembolso do empréstimo havemos de juntar os juros devidos. Todo este endividamento desmesurado terá graves consequências no futuro. Todos os empréstimos, estatais ou não, deverão ser pagos por alguém; os do Estado serão pagos através do aumento de impostos. Ao mesmo tempo que aumentarão os impostos será exercida uma enorme pressão para a diminuição da despesa e investimento públicos, repercutindo-se na diminuição das prestações sociais (reformas, subsídios de doença, etc.), do investimento público, dos custos com pessoal (função pública), etc. Basta pegar nos últimos números e ver que, numa altura em que estamos em crise, em que o Estado mais deveria investir, o investimento público tem vindo a diminuir.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: