Publicado por: J.Pinto | 2009/08/17

Economia, Desemprego e Impostos


imagesPalavras recentes do nosso Primeiro-Ministro dão-nos conta que só para 2010 é que veremos este crescimento do PIB, na ordem dos 0,3%, repercutir-se na descida da taxa de desemprego. Não será necessário perceber muito de economia para saber que uma taxa de crescimento do produto tão insignificante será insuficiente para diminuir a taxa de desemprego. Uma das muitas teorias aprendidas na minha já longa cadeira de economia dizia-me que com o crescimento do PIB de 2,5% a taxa de desemprego diminuía 1%.

A criação de emprego, com possível repercussão na taxa de desemprego, apenas será óbvia quando a economia começar a crescer na ordem dos 2%, exceptuando, claro está, a criação de emprego público. Do ponto de vista fiscal o cenário não é nada animador. Com a crise e consequente aumento do desemprego as despesas sociais aumentarão à custa, também, das receitas fiscais (impostos pagos).

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: